Buscar no site




















Hepatite

O que voce gostaria de saber

descriçao

É a inflamação do fígado, que pode ser produzida por diversas causas. Essa doença pode ser: aguda, quando a duração é inferior a 6 meses; crônica, quando persiste mais de 6 meses, ou fulminante, quando põe em risco a vida do doente. Em certos casos pode provocar dano hepático permanente.

causas

Pode ser provocada por infecções virais, bacterianas ou parasitárias; por ação do álcool ou de fármacos, por toxinas ou por doenças autoimunes. Os vírus que freqüentemente causam inflamação do fígado são o A, B, C, D e E. Hepatite A: transmitida por uma má higiene, pela água e alimentos contaminados. Geralmente é assintomática. Hepatite B: transmitida pelo sangue (transfusões contaminadas, troca de seringas entre dependentes, relacionamentos sexuais sem proteção, de mãe para filho na gravidez). As pessoas submetidas à diálise renal apresentam maior risco de contágio de hepatite B. Hepatite C: causa 80% da hepatite contagiada por transfusão de sangue e também pode ser transmitida por seringas contaminadas. Esse vírus causa hepatite crônica e, com menor freqüência, cirrose e câncer hepático. Existem pessoas sadias que são portadoras crônicas do vírus C. Hepatite D: manifesta-se como complicação ou sobreinfecção do vírus B. Hepatite E: apresenta semelhanças com o vírus A e, como ele, pode causar epidemias.

sintomas

Os sintomas que aparecem de modo súbito não são específicos e muitas vezes são confundidos com gripe ou mononucleose. São eles: falta de apetite, mal-estar geral e cansaço, vômitos, febre, dor e indigestão abdominal, e alteração do sentido do gosto. Em certos casos, podem ocorrer hemorragias nasais e depressão. Depois de alguns dias, a urina escurece e ocorre icterícia, uma pigmentação amarela da pele, das mucosas e do globo ocular. A icterícia é causada pelo aumento da bilirrubina no sangue e é típica das moléstias hepáticas. Também podem aparecer sintomas produzidos pela obstrução das vias biliares: pruridos e fezes descoloridas.

diagnosticos

Por exame médico e apalpamento do fígado, cujo tamanho encontra-se aumentado. Também, por análise de sangue.

tratamentos

A hepatite pode causar de um transtorno leve até uma insuficiência hepática. A hepatite B geralmente é mais grave do que a hepatite A, enquanto que a evolução da C é imprevisível. Na maioria dos casos, a hepatite não requer de tratamento e o doente recupera-se totalmente em um mês ou dois. Depois dos primeiros dias, a pessoa se sente melhor e não precisa fazer repouso, não precisa fazer dieta nem tomar complexos vitamínicos. É importante saber que, depois de ter sido acometido por esta doença, a pessoa pode ser portador assintomático do vírus, ou seja, pode contagiar a doença (no caso da hepatite B e C). Existem vacinas contra a hepatite A e B.