Buscar no site




















Mononucleose

O que voce gostaria de saber

descriçao

É uma doença causada pelo herpesvirus Epstein-Barr, que produz inflamação dos gânglios linfáticos, febre e dor de garganta.

causas

É uma doença muito freqüente, que não diferencia faixas etárias. Não é muito contagiosa, mas os adolescentes e jovens geralmente sofrem contágio ao terem contatos íntimos ou ao beijarem alguém infectado. O vírus acomete as células do nariz e da garganta e depois chega a certos leucócitos (linfócitos B), responsáveis pela produção de anticorpos. Esse vírus está associado ao desenvolvimento de certos tumores de linfócitos B - que pode acometer aos doentes de Aids e às pessoas que receberam transplantes - e alguns tipos de câncer.

sintomas

Os sintomas principais são febre, fraqueza, dor de garganta e inchaço dos gânglios. Podem manifestar-se somente após 30 ou 50 dias de ocorrida a infecção. Os menores de 5 anos via de regra não desenvolvem sintomatologia e os adolescentes e adultos podem, ou não, apresentar sintomas. Os gânglios que mais aumentam de tamanho são os do pescoço, e a dor de garganta pode ser intensa. Também pode existir inflamação no baço e no fígado.

diagnosticos

A sintomatologia é básica para o diagnóstico. Como as manifestações do vírus da mononucleose não são exclusivas, um teste de sangue permitirá confirmar a presença de anticorpos contra o Epstein-Barr.

tratamentos

O mal-estar desaparece sozinho depois de quinze dias, apesar de que o cansaço pode se estender várias semanas. Sugere-se que as pessoas com mononucleose mantenham repouso enquanto o mal-estar, a febre ou a dor de garganta não diminui. Não existe grande risco envolvido com esta doença, com exceção das complicações que podem ocorrer, como ruptura do baço, inflamações no cérebro (meningite ou encefalite), ou obstrução respiratória. Recomenda-se não realizar esforços durante dois meses, aproximadamente, para evitar danos no baço.