Buscar no site




















Neurose

O que voce gostaria de saber

descriçao

Denomina-se neurose o conjunto de alterações da personalidade cuja característica é revelar um desajustamento menor da pessoa com o meio ambiente, no qual a pessoa mantém a noção da realidade e o sentido egodistônico do seu padecimento (o paciente vivencia as suas produções patológicas como estranhas a ele).

causas

A definição de neurose depende da abordagem feita pelas diferentes escolas. Para certos autores, são doenças menores da organização da personalidade, cujos sintomas simbolizam os conflitos inconscientes e as defesas contra a angústia. Abrangem três elementos essenciais: categoria de doença menor, preponderância das moléstias subjetivas e caráter artificial das defesas simbólicas contra a angústia. Outros autores, em contrapartida, definem a neurose como a doença psicogênica cujos sintomas são a expressão de um conflito psíquico que tem as suas raízes na história infantil do paciente, e constituem compromissos entre o desejo e a defesa.

sintomas

Cada neurose apresenta um conjunto de sintomas que a definem, mas – por sua vez – compartilham elementos comuns. Esses índices comuns a todas as manifestações clínicas neuróticas são:

  • Conservação do julgamento da realidade: o neurótico, ao contrário do que acontece com o psicótico, mantém os vínculos com o mundo externo e o julgamento crítico dos seus atos.
  • Consciência da doença: o paciente sofre com os sintomas e sabe que deve modificar alguma coisa.
  • Presença de sentimentos de angústia e culpa.
  • Transtornos somáticos funcionais.
  • Vivência egodistônica dos sintomas: o paciente vivencia as suas produções patológicas como algo que não lhe pertence, alheio ao seu ego.

diagnosticos

Dinamicamente, esses transtornos decorrem de processos conflitantes cuja base é a dificuldade ou a insuficiência para o controle das descargas. Para se proteger da angústia, qualquer pessoa recorre a determinados mecanismos de defesa: repressão, projeção, negação, dissociação, identificação, racionalização, intelectualização, sublimação, desafeto, isolamento, fuga, deslocamento, etc. As defesas podem ser classificadas em patológicas e saudáveis, porém torna-se impossível realizar uma listagem das mesmas, pois dependem da fase evolutiva da pessoa e da situação que ela enfrenta. Por conseguinte, a sua patologia será determinada pela defesa implementada diante de um conflito determinado. Segundo a visão psicanalítica, quatro aspectos devem ser considerados: sintomas, conflitos, defesas patogênicas e angústia. Os diferentes quadros baseiam-se nos modelos de funcionamento mental e são decorrentes da história infantil. Segundo a visão da psiquiatria, os quadros psicopatológicos são determinados a partir da avaliação clínica de sinais e sintomas, que constituem as diferentes síndromes. Portanto, segundo esta disciplina, não existirá um quadro clínico psicopatológico denominado neurose, mas sim as suas diferentes formas clínicas: neurose de angústia, neurose fóbica, neurose obsessiva, neurose histérica.

tratamentos

Veja os casos específicos: neurose de angústia, neurose fóbica, neurose obsessiva, neurose histérica.