Buscar no site




















Osteoporose

O que voce gostaria de saber

descriçao

É uma doença metabólica do osso caracterizada pela progressiva perda da densidade e emagrecimento do tecido ósseo. O cálcio, o fósforo, outros minerais, determinados hormônios e a vitamina D, permitem manter uma adequada densidade óssea. Quando o organismo não é capaz de regular o conteúdo de minerais dos ossos, é acometido pela osteoporose.

causas

Ocorre quando o corpo não pode formar suficiente quantidade de osso, quando existe excessiva reabsorção de osso já formado ou quando acontecem ambas as coisas. O cálcio e o fósforo são dois minérios essenciais para a formação normal do osso. Durante a juventude, o corpo usa esses minerais para produzir osso. Quando a ingestão de cálcio não é suficiente, ou quando o corpo não absorve suficientes quantidades na dieta, a produção de osso fica afetada. Geralmente, a perda ocorre de maneira gradativa e a pessoa sofre alguma fratura antes de ficar sabendo que tem osteoporose. Certos casos de osteoporose são causados por deficiências hormonais, como acontece com as mulheres maiores de 60 anos de idade, que apresentam baixos valores de estrógenos depois da menopausa. Outras causas de osteoporose podem ser: o excesso de corticosteróide, o hipertireoidismo, o hiperparatireoidismo, os longos períodos de imobilização, certos distúrbios genéticos e as dietas com teor de cálcio reduzido.

sintomas

Nas fases precoces, não existem sintomas. Posteriormente, podem ocorrer fratura de vértebras, cadeiras e pulsos, dor no osso, nas áreas mais baixas das costas, no pescoço, perda de peso e postura não ereta. Quando ocorre a fratura de várias vértebras, pode aparecer uma curvatura (corcunda) que causa dor.

diagnosticos

O Rx da coluna permitem detectar o colapso das vértebras. A densitometria óssea determina a densidade dos ossos. Na análise de sangue e na de urina é possível determinar a concentração de cálcio.

tratamentos

Na osteoporose, as medidas de prevenção adquirem extrema importância. Deve ser aplicada uma dieta equilibrada e rica em cálcio e vitamina D, como uma atividade física regular. A maioria das mulheres precisa de complementos de cálcio quando não for ingerida a quantidade adequada na dieta (0,5 grama de cálcio por dia) Muitos médicos recomendam àquelas mulheres que atingiram a menopausa, a administração de hormônios (estrógenos e progesterona), com o fito de manterem a densidade óssea. Entretanto, outros médicos não o fazem pois consideram que possuem efeito secundário sobre as mamas. Nos casos de osteoporose masculina, deve ser ministrado cálcio associado com testosterona.