Buscar no site




















Rubéola

O que voce gostaria de saber

descriçao

É uma doença viral, que acomete com dores articulares e erupções.

causas

O contágio ocorre ao inalar as gotículas presentes no ar, que uma pessoa infectada expele ao tossir. O contágio também pode ocorrer pelo contato íntimo com uma pessoa infectada, que pode transmiti-la desde os 7 dias prévios ao aparecimento dos sintomas, e durante o período no qual eles permanecem. Quando um bebê é acometido pela doença antes de nascer, pode contagia-la durante vários meses depois do seu nascimento. Mesmo não sendo tão contagiosa quanto o sarampo, é uma doença grave, que pode provocar um aborto, anomalias congênitas ou o óbito do bebê, quando acomete a gestante durante as primeiras 16 semanas de gravidez. A pessoa que teve rubéola fica imunizada para sempre.

sintomas

Inflamação de gânglios no pescoço e na nuca, dor articular, vermelhidão da garganta e leve mal-estar são os primeiros sintomas nas crianças, que aparecem duas ou três semanas depois de ocorrido o contágio. Em adultos e adolescentes, esses primeiros sintomas são de menor intensidade. Uma erupção na face, pescoço, braços, tronco e pernas, durante aproximadamente 3 dias, aparecem depois das primeiras moléstias.

diagnosticos

O diagnóstico decorre dos sintomas mencionados, característicos da rubéola. Devido a possíveis erros que façam que as infecções leves não sejam detectadas, recomenda-se um teste de segurança nas gestantes. Esse diagnóstico é obtido facilmente com uma análise de sangue. Além das complicações que uma gestante pode ter com a rubéola, outros problemas relacionados com esta doença podem ser alterações nos testículos (em homens maiores de 12 ou 13 anos), encefalite (é rara, mas pode ser mortal), otite média ou artrite (uma de cada três mulheres que padecem rubéola).

tratamentos

A vacinação contra a rubéola é realizada nos primeiros anos de vida e é a melhor prevenção.