Buscar no site




















Melanoma

O que voce gostaria de saber

descriçao

Melanoma é um tipo de câncer de pele. Ele é um câncer de pele agressivo que pode se espalhar para outras partes do corpo. A Incidência de melanoma tem aumentado nas últimas décadas. É normal ter verrugas ou nódulos benignos crescendo na pele. Não se sabe por que essas verrugas chamados nevos ocorrem. Lesões às células da pele podem causar crescimento celular de forma incontrolada transformando-as em células cancerosas. Melanoma cresce de células em camadas superficiais da pele que contém pigmento. Em algumas vezes os tumores podem parecer muito com as verrugas. Entretanto, os tumores freqüentemente se apresentam com cor preta ou com várias cores. As bordas podem não ser lisas como verrugas normais pois o tumor está invadindo o tecido em volta. Os melanomas geralmente ocorrem em pele exposto mas podem ser dentro do olho ou em volta do ânus. Este tipo de câncer de pele é muito agressivo. As células cancerosas do tumor podem entrar na circulação sanguínea mesmo quando o tumor é muito pequeno e espalhar para outras partes do corpo. Novos tumores podem surgir e destruir o tecido afetado. Mais raramente, algumas pessoas podem ter predisposição para desenvolver melanoma. A maioria das pessoas que desenvolvem melanoma tem menos de 70 anos. É mais comum em pessoas de pele clara, mas pode acometer qualquer um.

causas

Melanoma é fortemente associada a exposição ao sol. O risco de melanoma aumenta com a quantidade de exposição ao sol sem proteção, especialmente na infância. A medida em que as pessoas passam mais tempo em baixo do sol, a incidência aumenta. Queimaduras com bolhas na infância pode aumentar significativamente o risco de melanoma. Pessoas de pele muito clara, de cabelo claro tem risco maior do que os outros.

sintomas

O sintoma mais comum é uma verruga que muda de cor ou de tamanho, se tornando mais escuro e maior. Qualquer crescimento na pele que muda de cor, cresce de forma anormal, ou que passa por qualquer alteração deve ser relatado ao médico. 1- Mudança de cor (mais claro ou escuro) 2- Aumento de tamanho 3- Bordas irregulares 4- Coceira 5- Lesões ulceradas ou com sangramento.

diagnosticos

Se há suspeita de melanoma, a lesão inteira deve ser removida com tecido extra em volta dela. A lesão deve ser examinada com cuidado sob microscópio para determinar se ela é ou não melanoma. A suspeita é feita com a regra ABCD: A: assimetria, tipicamente irregular B: bordas irregulares C: coloração variada D: diâmetro maior do que 6 mms.

tratamentos

Remoção completa do melanoma é o primeiro passo. O tamanho e a profundidade do melanoma irá indicar o próximo passo. Tecido extra ao redor do tumor é também retirado para garantir a retirada completa do câncer. Os linfonodos perto do tumor são também retirados se há suspeita de disseminação do tumor. Se o melanoma ocorre em algum lugar além da pele, pode ser necessário a remoção de toda a área afetada. A recidiva de melanoma não pode ser curada. A terapia consiste então em diminuição do tamanho do tumor. Quimioterapia é utilizada neste caso. A radioterapia pode também ser usada quando o melanoma dissemina para o cérebro. Pessoas que tiveram melanoma precisam ser acompanhados de perto para ter certeza da cura completa. A pessoa deve também prevenir a ocorrência de novos melanomas. Se a pessoa tem a doença disseminada, acompanhamento cuidadoso será necessário para ter certeza da eficiência do tratamento.