Buscar no site




















Fundação Síndrome de Down contribui para a inclusão de jovens na sociedade

FSDown promove Fórum Internacional Síndrome de Down em Campinas

A Fundação Síndrome de Down começou há duas décadas, em Campinas, com apenas três crianças e foi idealizada por pais que queriam oferecer aos seus filhos um espaço educacional e terapêutico, com a integração de atividades, além de investir na formação e capacitação profissionais. Hoje a Fundação atende cerca de 150 pessoas.
A missão da FSDown, segundo a presidente Lenir Santos, é promover o desenvolvimento integral da pessoa com Down nos aspectos físico, intelectual, afetivo e ético, mediante a integração de pesquisas interdisciplinares e prática educacional inovadora.

Núcleos
A Fundação possui quatro núcleos: educação profissional, terapêutico, trabalho e psicologia. No Núcleo de Educação Profissional são desenvolvidas atividades que visam o desenvolvimento do potencial de jovens e adultos com síndrome de Down para exercerem sua cidadania, o que só se torna viável pela participação em diferentes contextos e grupos sociais.
Os atendimentos do Núcleo Terapêutico buscam os desenvolvimentos global e específico nas áreas de fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, psicologia, psicopedagogia e hidroterapia e são estendidos às famílias que recebem orientações sobre como proceder com seus filhos em casa. É importante preservar a naturalidade no relacionamento familiar. As instalações do Núcleo Terapêutico são outro diferencial da Fundação Síndrome de Down. Os espaços para atendimento se alternam entre a piscina, o pátio coberto, a quadra de esportes, o tanque de areia e o parque, fator altamente motivador e estimulante, uma vez que cada pessoa atendida passa por diferentes situações, num atendimento diversificado, descontraído e prazeroso, pois não se restringem às salas terapêuticas.
O Núcleo de Psicologia trabalha os aspectos psíquicos da pessoa com síndrome de Down desde o seu nascimento até a vida adulta. A maior preocupação é com o fortalecimento do vínculo afetivo entre pais e filhos nos primeiros anos de vida, pois é na família que está a base de todo o desenvolvimento como a formação da identidade, da segurança, da autonomia e da independência.. Esses aspectos influirão na maneira como cada pessoa irá usufruir sua vida escolar, laboral e no lazer.
O Núcleo de Trabalho tem como objetivo a profissionalização de jovens com síndrome de Down e jovens da comunidade em situação de risco social visando a preparação para o mercado de trabalho e possibilitando o trabalho remunerado. Este programa é o primeiro passo para que os participantes obtenham um perfil profissional e possam ser inseridos no mercado de trabalho externo com dignidade e respeito. Medley e DPaschoal são exemplos de empresas que contrataram jovens da Fsdown.

Oficinas
            No Núcleo de Trabalho são desenvolvidas trêsoficinas que contam com a participação do Down: Diferentes Papéis Cartonaria, Entre formas Marcenaria e Pão Amado Padaria Artesanal.
“Diferentes Papéis Cartonaria” foi criada em fevereiro de 2002 com o objetivo de inserir os jovens com síndrome de Down no mercado de trabalho. Neste programa, os jovens aprendem a fazer brindes corporativos, blocos de anotações, risque-rabisque, entre outros e chegam a produzir em torno de 300 produtos por dia. A grande conquista do programa foi conseguir que todos os jovens que trabalham nesta oficina tivessem carteira assinada, obedecendo às normas da CLT.  Tudo o que é fabricado na oficina é vendido na própria Fundação ou por encomenda de empresas com a logomarca do cliente. Toda a verba é revertida para a manutenção do projeto.
"Entre formas Marcenaria" ensina os jovens a trabalhar na linha de acabamentos especiais em caixas para composição de ambientes empresariais com forração de lâminas de madeira, objetos de decoração, embalagens finas com pinturas, objetos de escritório e brinquedos pedagógicos. Todos os produtos podem ser personalizados com a logomarca do cliente. 
"Pão Amado-Padaria Artesanal" foi criado para ensinar jovens com síndrome de Down a trabalhar com panificação e confeitaria. O processo de capacitação do grupo que trabalha na Padaria foi feito em parceria com o SENAI e o acompanhamento da pedagoga Fabiana de Castro Santiago, uma das responsáveis pelo programa.  A Padaria oferece produtos para coffee-break empresarial, reuniões e eventos e também pães simples e até doces mais elaborados como muffins, carolinas recheadas, pão de mel e alfajor. O nome do programa é uma homenagem ao escritor baiano Jorge Amado, cujas obras famosas emprestam a marca para bolos e tortas como Gabriela, bolo feito de cravo e canela. Na embalagem de cada produto, um trecho da obra para incentivar os consumidores à leitura.

Fórum Internacional Síndrome de Down
A Fundação Síndrome de Down promoverá o Fórum Internacional Síndrome de Down, no Auditório BI entre os dias 18 e 21 de outubro, em Campinas. A palestra de abertura será ministrada pelo escritor e psicanalista Rubem Alves que vai falar sobre “Diversidade sem adversidade: um desafio do século XXI”.
Na programação do segundo dia, a educação é o tema central. As palestras sobre a escola inclusiva contarão com a presença de educadores estrangeiros. No período vespertino, a vida social do jovem com síndrome de Down estará no foco da discussão. Depoimentos sobre amizade, família e sexualidade complementarão o debate. Na sexta-feira, o mundo do trabalho e o sonho da moradia independente para o Down serão tópicos abordados. No último dia, especialistas irão tratar dos aspectos genéticos, médicos e terapêuticos. Por fim, a relação da família com o Down será contemplada através de depoimentos dos pais.
No mundo, cerca de 610 milhões de pessoas têm deficiências físicas, sensoriais ou mentais. Segundo o IBGE, 14,5% da população brasileira tem algum tipo de deficiência, o que representa 24,5 milhões de pessoas. Dentro deste grupo, cerca de 300 mil nasceram com a síndrome de Down.
Quatro vezes ganhadora do Prêmio Bem Eficiente, que reconhece o trabalho das 50 melhores ongs brasileiras, a Fundação irá expor no Fórum os trabalhos feitos pelos jovens com Down. São três oficinas mantidas pela FSDown: Diferentes Papéis Cartonaria (produção de blocos cartonados, feitos artesanalmente), Marcenaria (caixas em MDF com acabamento em marchetaria) e Pão Amado Padaria Artesanal (produção de pães sofisticados).
            Para inscrever-se, acesse o site www.fsdown.org.br/forum ou ligue para 19 3231 3140.